5 comportamentos que candidatos de sucesso evitam (principalmente o nº 3)

5 comportamentos do concurseiro de sucesso

Para ser um concurseiro de sucesso é preciso ter a capacidade de fazer autocrítica. É preciso saber se analisar. Nenhum candidato é igual ao outro, por isso alguns ganham e outros perdem (é assim nos concursos públicos, é assim na vida).

O que é possível fazer é observar quais são as características e comportamentos dos concurseiros de sucesso, perceber o que eles evitam e o que eles procuram. Ao analisar esses aspectos fica melhor você entender porque alguns candidatos conseguem ser aprovados em mais de dez concurso em um único ano, enquanto outros perdem em mais de dez.

Observando os candidatos bem-sucedidos, você deve olhar para si mesmo e reconhecer o que pode ser melhorado, baseado na sua personalidade.

Além de ter me preparado e alcançado o sucesso em um Concurso Público bastante concorrido, nos últimos anos tive a oportunidade de conhecer diversos candidatos aprovados, alguns deles em vários concursos.

Analisando todos eles (e a mim mesmo) percebi algumas características bem semelhantes. Neste artigo pretendo lhe mostrar quais são os comportamentos que os candidatos de sucesso evitam, poupando energia e tempo para a preparação.

Se você for capaz de detectar que pratica algum desses comportamentos será o início para evitá-los. Ao fazer isso você revolucionará não sua preparação, mas sua vida.

Vamos a eles:

#1. Fofoca

Concurseiro fofoqueiro

Quem é concurseiro já tem muito com o que se preocupar: o conteúdo programático, geralmente bem extenso, do concurso que escolheu se dedicar.

Se você tem tempo para se preocupar com a vida de outras pessoas é porque você não está devidamente dedicado ao seu concurso.

A fofoca alimenta um ciclo de intrigas e sentimento negativo entre as pessoas, gerando desgaste interpessoal, estresse e brigas. Se você é um concurseiro fofoqueiro, mude esse comportamento. Enquanto você fala da vida alheia seu concorrente está se preparando.

#2. Desonestidade

Concurseiro desonesto

A pior desonestidade que um concurseiro pode praticar é consigo mesmo: se enganando que está estudando, mentindo para si mesmo sobre os resultados dos seus estudos.

Existe uma expressão popular que diz o seguinte: “quem faz mal acaba fazendo duas vezes”. Por isso, não seja desonesto consigo, você só está perdendo tempo.

Além disso, quem se engana na preparação gera nas pessoas mais próximas uma expectativa que pode se transformar em frustração e cobrança. As pessoas que lhe rodeiam e que confiam em você esperam sua aprovação. Mesmo que você não deva viver sempre as expectativas dos outros, é importante ser sincero sobre o seu ritmo e sobre os resultados pode alcançar.

#3. Vitimização

Concurseiro vitimizado

Pare de reclamar!

A reclamação é o atestado de incompetência para resolver o seu problema. Em vez de dizer que está sem tempo, busque formas de se organizar melhor.

Em vez de criticar a concorrência e a dificuldade de um concurso, estude o máximo para superar isso. Em vez de se achar um coitadinho porque não tem dinheiro para comprar um curso, busque na internet formas alternativas de estudar.

Se vitimizar é perda de tempo, e apenas mostra sua fragilidade para lidar com desafios.

Conheça segredos para turbinar seus estudos!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente dicas surpreendentes sobre como estudar para Concurso!>

#4. Mágoa e raiva

Concurseiros com raiva e mágoa

Quando você cultiva sentimentos negativos certamente o resultado que vai obter das coisas que você faz será negativo.

Em diversas circunstâncias das nossas vidas vamos nos decepcionar, nos chatear. Alguém, em algum momento, vai fazer algo que lhe deixará irritado, mas cabe somente a você definir quais serão as consequências disso.

Quando você está querendo dar uma reviravolta em sua vida, como é o caso dos que estudam para Concurso Público, sentimentos como a mágoa e a raiva podem tirar você do foco, comprometendo o que é mais importante.

A raiva geralmente é resultado da quebra de nossas expectativas. Algo não saiu como planejamos, e então elegemos alguém para ser o culpado por isso. Se esse sentimento se mantém conosco por muito tempo, isso se transforma em mágoa.

Para viver melhor, aprenda a perdoar. Planeje rotas alternativas quando as coisas derem errado. Não perca tempo com sentimentos negativos. Eles contaminam tudo o que você faz.

#5. Inveja

Concurseiro invejoso

Você se inspira em alguém quando conhece uma pessoa que alcançou resultados parecidos com o que você quer alcançar. Você admira o estilo de vida dela, o que ela diz e como ela se comporta.

Isso é muito bom, porque lhe ajuda a perceber que é possível vencer e conquistar aquilo que você sonha.

Por outro lado, há quem coloque como objetivo de vida vencer alguém, deixar outra pessoa para trás. Isso não está ligado necessariamente ao que você quer ser, mas ao que a outra pessoa é. O nomo disso é inveja.

Pessoas invejosas esquecem dos seus próprios objetivos, e focam nos objetivos de outras pessoas. Pense bem: você está estudando para Concurso Público porque quer ser melhor que alguém ou porque sonha muito com isso por uma vontade individual?

Quem estuda para Concurso por inveja de alguém está seguindo um caminho errado, e tem grandes chances de se frustrar em breve, pois vai perceber que não se dedicou por si mesmo, mas por causa de outra pessoa.

O que aprendemos neste artigo

Neste artigo mostrei para você quais são os 5 comportamentos que os candidatos de sucesso não praticam, explicando por que eles são tão prejudiciais para a sua preparação para Concurso Público.

Os comportamentos são a fofoca, a desonestidade, a vitimização, a mágoa/raiva e a inveja. Se você quer garantir a aprovação, passe longe desses sentimentos e práticas.

Tenho um Convite para você!

Gostaria de saber como você se relaciona com esses sentimentos negativos, e como costuma evitá-los na sua preparação para Concurso Público.

Seu comentário é fundamental para mim e para os demais leitores, que também precisam encontrar boas práticas de estudo.

Leio todos os comentários, e respondo-os na primeira oportunidade.

Até a próxima!

  • Jaqueline

    Danilo, que dicas ótimas! Fico feliz em saber que passo longe de cada sentimento ruim! O que me frustra, de vez em quando, é saber que perdi algum tempo que poderia ter estudado, por outro lado, preciso dedicar tempo à minha família também, sei que deve haver um equilíbrio. Minha vida é corrida, tenho que trabalhar, que cuidar da casa, da família, filho pequeno, etc. Mas sei que o meu esforço vai beneficiar minha família, é por ela que estou estudando, pra melhorar a nossa vida, financeira, principalmente. Então, esse sentimento de culpa, aparece, às vezes. Mas sei que é temporário. Por isso, estou muito focada no concurso que quero, estudo todos os dias, segunda a segunda! E sigo lendo seus textos, eles me fortalecem, me dão ânimo para continuar! Obrigada!

    • Oi, Jaqueline! Que bom que tem aproveitado nossas dicas. Sugiro que converse com seus familiares (inclusive filhos, por menores que sejam). Faça uma reunião e mostre que vai precisar da ajuda deles a partir de agora. Com certeza isso vai diminuir seu sentimento de culpa e consequentemente seu desempenho nos estudos. Abraço! 😉

      • Jaqueline

        Obrigada Danilo! Tenho conversado bastante com eles. Sei que entendem que minha prioridade no momento é passar no concurso! Por isso, fico afastada deles em vários momentos, mas minha maior motivação são eles! Então uma coisa depende da outra! 🙂 Abraço!

  • Renato Euripedes

    Obrigado pelas dicas Danilo, farei bom uso delas.

  • Michelle

    Olá. Boa tarde!

    Procuro não entrar em sintonia, foco no meu objetivo me imagino em uma bola invisível ,na qual só deixo entrar o que for para melhorar. Penso sempre positivo e acredito que tudo é possível, apesar das dificuldades , vejo a vitória do próximo como motivação.
    Adorei as dicas! =)

  • Denize silva

    Não vou poder responder agora, pois hoje lendo as suas dicas é que vi que não posso perder mais tempo. Todo o tempo que tiver disponível vai ser dedicado ao concurso que almejo. Vai ser por mim, deixar de lado essa vida que parece boa, mas que na verdade quero dar um up. Eu sei que consigo. Não quero ser vítima dos meus erros, pois já os cometi e, isso deve servir de impulso para um futuro melhor para mim e minha família. Danilo, que Deus o abençoe! Obrigada!!

    • Fiquei muito feliz em ler seu comentário, Denize. É isso aí: nós somos completamente responsáveis pelo que somos. Grande abraço!

  • Rafael

    Danil tudo bem?
    Em matéria de concurso sou leigo
    Sei que não é da noite pro dia que serei aprovado em um bom concurso.
    Além do esforço e dedicação e das 5 dicas de comportamento que VC sitou quais são os passos pra quem esta chegando agora nesse ambiente.?

  • Ana Paula Galvão

    Olá, Danilo! Comecei a me dedicar a concursos há pouco mais de um ano. Tenho sérias dificuldades em matemática e Leis. Para Matemática, busquei uma alternativa, que infelizmente não tinha conhecido antes, o Kumon. Depois que descobri esse método, não sei se é coincidência, mas passei em todos os concursos que fiz. Consegui classificação em um, pela prefeitura da minha cidade. Não é o concurso dos sonhos ainda, mas fiquei muito animada. Antes sequer acertava 50% das questões. Mas para Leis, é mais complicado. É algo que realmente me bloqueia, porque não gosto e sei que isso já me traz uma emoção negativa. Preciso descobrir uma forma de gostar de Leis. Gostei de muitas de suas dicas e baixei vários materiais. Você citou os sentimentos negativos… Acho que todos nós passamos por momentos de frustrações, mas uma coisa é ficar chateado, outra é culpar Deus e o mundo por nossos tropeços. Afinal, caímos muito antes de aprendermos a andar. Com certeza serei uma seguidora assídua do seu blog e espero um dia poder compartilhar boas novas. Desde já, agradeço suas dicas! *Minha meta é o INSS… alguma dica?* Obrigada!

    • Olá, Ana Paula! Muito legal seu depoimento. Já viu esse guia para estudar direito?

      http://segredosdeconcurso.com.br/guia-para-estudar-direito-concurso/

      E esse sobre o Concurso do INSS?

      http://segredosdeconcurso.com.br/guia-materiais-concurso-inss/

      Sugiro que busque seriados e filmes da área jurídica. Alguns são empolgantes e podem lhe ajudar (The Good Wife, por exemplo). Conte comigo para o que precisar. Abraço!

    • Cleitom pereira raimundo

      Oi tudo bem ! Esse kumon você poderia me dizer onde que baixo eu estava vendo seu comentário e achei bem interessante até porque passo por isso de dificuldade em matemática e português , é como se eu tivesse começando a estudar sem saber dinada ? Por gentileza desde já obrigado

  • Jessica Carvalho

    Ótimo artigo, parabéns mais uma vez! Ainda bem que consigo não me afetar tanto com esses sentimento hoje em dia, mas já sofre muito por isso, principalmente com a raiva e a vitimização. Há momentos ainda em que acho que não vou conseguir, que não estou sendo boa o suficiente ai leio seus artigos e me sinto mais calma =D. Abraço!

  • Leonardo Santos Peterson

    Danilo, boa tarde. Eu estou muito ansioso com o concurso, e por vezes tenho uma crises de stress que nem mesmo eu consigo me controlar. Isso é algo que pode me atrapalhar muito? Como acha que devemos lidar com isso? E cara fico pensando… Será que essa poha é só comigo? kkkkk Obrigadão meu irmão!

  • Fer Gonçalves

    Estou sempre lendo seus artigos. A jornada de estudo é difícil, mas ver que não sou a única nessa situação, já ajuda bastante.