Os 5 grandes erros do Concurseiro “Tio Patinhas” (e como não cometê-los)

O Concurseiro Tio Patinhas

Economizar e poupar são práticas muito importantes para ter uma vida confortável e até mesmo para garantir a sobrevivência. Na preparação para um Concurso Público é importante pensar nesses conceitos, não só em relação ao planejamento financeiro propriamente dito, mas também em relação à economia de tempo e energia.

O problema é que alguns concurseiros levam ao extremo a positiva prática de poupar e economizar, e acabam cometendo grandes erros, que inviabilizam um bom desempenho nos estudos para Concurso.

Costumo chamar esse concurseiro avarento de “Concurseiro Tio Patinhas”. Nos quadrinhos da Disney, Tio Patinhas é o ricasso da cidade de Patópolis, que tem como passatempo preferido nadar no dinheiro da sua caixa-forte.

Ele começou a vida como engraxate na Escócia, e lá recebeu sua moedinha número 1, que se tornou o seu talismã. Ao longo dos anos, a avareza transformou essa moedinha na maior fortuna de que se tem notícia na história de Patópolis. E também o tornou o pato mais mesquinho de todos os tempos.

A avareza perde tudo ao pretender ganhar tudo – La Fontaine

Mas como um concurseiro pode se assemelhar ao Tio Patinhas? Que erros comete essa espécie de candidato?

Vamos falar sobre todos eles neste artigo, e mostrar para você como fugir deles e ser moderado, poupando tempo, dinheiro e energia na preparação para o seu Concurso Público.

Erro #1: Fazer muitos concursos

Fazer vários Concursos Públicos

Uma prática comum entre concurseiros muito ansiosos para passar em um Concurso Público é fazer muitos concursos ao mesmo tempo. Já vi candidatos que, em um ano, fizeram mais de 20 concursos públicos.

O resultado dessa corrida desesperada por realizar mais e mais provas é óbvio: uma coleção de reprovações. Ao não se dedicar com atenção e profundidade ao concurso, a tendência é que o desempenho seja de mediano a baixo – insuficiente para alcançar a aprovação.

Para evitar esse desperdício de energia em vários concursos, escolha pelo menos uma área de concursos afins para fazer. Por exemplo: concursos policiais, concursos bancários concursos administrativos de tribunais etc. Essas áreas cobram disciplinas semelhantes nas provas, o que possibilita estudar para mais de um concurso de uma só vez.

Mas mesmo nesses casos é preciso ser cauteloso: caso você tenha mais de 3 concursos em vista o risco de estar com o foco perdido é muito grande. Quem estuda para apenas um ou dois concursos com profundidade e dedicação tende a ser um candidato muito mais competitivo.

Erro #2: Acumular muitos materiais

Acumular materiais concurso

Alguns candidatos não podem ver a expressão “material de estudo gratuito” e ficam ansiosos para fazer download, baixando dezenas de apostilas, videoaulas, audioaulas, resumos e tudo o que encontram pela frente.

Parece que, para muitos concurseiros, adquirir materiais de estudo (pagos ou gratuitos) tem o efeito psicológico de convencer a si mesmo que está se dedicando ao concurso. Assim, muitos acumulam uma tonelada de materiais que provavelmente nunca irão utilizar.

Como em praticamente tudo na vida, qualidade vale mais que quantidade. Seja criterioso na escolha dos seus materiais. Respeite sua individualidade e busque o que você realmente precisa. Adquirir muitos materiais (pagos ou gratuitos) vai lhe dar a sensação de estar perdido nos estudos.

Se você não está precisando realmente de um material, não vale a pena acumulá-lo. Evite a péssima sensação de quem gastou muito tempo ou dinheiro adquirindo materiais que você não foi capaz de utilizar em sua preparação.

Conheça segredos para turbinar seus estudos!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente dicas surpreendentes sobre como estudar para Concurso!>

Erro #3: (Fingir) Estudar muito desnecessariamente

Fingir estudar para concurso

Já escrevi um artigo aqui no blog mostrando que é uma cilada estudar por tempo. Essa é outra compensação psicológica praticada por muitos candidatos, que se sentem realizados porque passaram, por exemplo, cinco horas “estudando” por dia durante uma semana.

Na prática, boa parte dessas cinco horas não foram de estudo efetivamente. O cansaço, a fadiga e o tédio provavelmente evitaram que você aprendesse, mesmo que você grite orgulhoso para os quatro cantos que passou muitas horas estudando.

Se analise e veja quanto tempo você consegue estudar produtivamente, de fato. Faça pausas durante a leitura. Dê tempo para o seu cérebro respirar. Estude por metas, considerando o que você deve aprender em um dia, não o tempo que você deve passar na frente dos livros.

Erro #4: Evitar investir no material adequado

Evitar investir no material de estudo

O Concurseiro Tio Patinhas tem outro péssimo hábito: buscar todas as formas para não investir no material de estudo verdadeiramente adequado para a preparação.

Sim, há vários materiais gratuitos de muita qualidade disponíveis na internet, e vale a pena encontrá-los e utilizá-los (já mostrei aqui no blog alguns sites muito bons com material gratuito). Mas em vários casos você precisará investir o mínimo para ter acesso a um material direcionado para o seu perfil.

Se ser aprovado num concurso público é o sonho da sua vida, vale a pena investir num material preparado especialmente para o seu concurso. Busque algo que realmente funciona com você, feito especialmente para a sua necessidade.

Costumo sugerir que o material principal da preparação seja algo bem construído e feito de acordo com as suas necessidades, e o candidato complemente os estudos com materiais gratuitos encontrados na internet.

Erro #5: Acumular prioridades diversas do concurso

Prioridade no Concurso Público

Talvez esse seja um dos erros mais sérios cometidos por concurseiros: a falta de prioridade do concurso nas suas ocupações, ou melhor, o acúmulo de várias prioridades sem que nenhuma delas (inclusive o Concurso) se torne importante.

Obviamente, não estou sugerindo que você largue tudo e apenas estude para concurso. Sei que todos nós temos necessidades financeiras, profissionais, familiares etc. Mas a dedicação ao seu Concurso Público deve ser central se você quer mesmo isso para a sua vida.

É até ingenuidade achar que vai ser possível trabalhar por 8 horas diariamente, dormir 9 horas, se relacionar com a família e os amigos por mais 4 horas, estudar apenas uma ou duas horas e desejar ser aprovado num Concurso Público superconcorrido.

Os candidatos de sucesso definem inicialmente em suas rotinas o que precisam fazer para se preparar para o Concurso Público. Depois disso, organizam seus dias, mesmo com outras atividades para realizar. Lembre-se: estamos falando de um objetivo para uma mudança completa em sua vida.

O que aprendemos neste artigo

Neste artigo vimos quais são os 5 erros do concurseiro Tio Patinhas, e ensinamos você a fugir de cada um deles:

  • Erro #1: fazer muitos concursos
  • Erro #2: acumular muitos materiais
  • Erro #3: (fingir) estudar muito desnecessariamente
  • Erro #4: evitar investir no material adequado
  • Erro #5: acumular prioridades diversas do concurso

Tenho um convite para você!

Agora que você já conhece o Concurseiro Tio Patinhas (e como não se tornar um), quero lhe convidar para deixar um comentário falando como você se relaciona com cada uma dessas questões.

Se quiser, diga como age para evitar cometer esses erros. Seu comentário é fundamental para que eu possa continuar publicando e aperfeiçoando as discussões aqui no Segredos de Concurso. Sempre leio e respondo, dentro do possível, a todos os comentários.

Até a próxima!

😉