A decisão que você precisa tomar antes de se dedicar a um Concurso

O que você quer ser quando crescer?

“O que você quer fazer quando crescer?”. Quem nunca ouviu essa pergunta desde a mais jovem infância? A depender da resposta que você tivesse dado, as pessoas riam, perguntavam interessadas ou simplesmente esnobavam, apontando para o fato de que nem tudo pode “ser levado a sério” porque “não dá futuro”.  Comportamentos como esse, típicos da nossa sociedade, exercem pressão sobre nossas decisões, e ao mesmo tempo que podem nos levar a um caminho de sucesso e realização, podem também nos frustrar e nos tornar infelizes.

Decisões importantes como a de escolher uma carreira precisam ser antecipadas de alguma reflexão e planejamento. Conheço muitos concurseiros que foram na onda de amigos, dos pais e demais familiares e acabaram se vendo na infelicidade de exercer um cargo público que odiava. Já imaginou o peso de ter que acordar todos os dias e se aprontar para ir a um lugar que você não quer, fazer algo que você não gosta? Terrível!

Para não cair nessa cilada, sugerimos que você decida definitivamente que quer fazer Concurso e seguir uma carreira pública. Se ainda está em dúvida, os próximos tópicos irão lhe ajudar a chegar a uma certeza.

Você quer essa profissão?

Decisão sobre Emprego Público

Seja juiz, delegado, médico, policial, auxiliar administrativo ou qualquer outra profissão: você precisa assumir definitivamente que essa é sua escolha de vida. Mas não faça isso sem conhecer o que realmente faz esse tipo de profissional. Procure saber das dificuldades passadas por eles, das limitações durante o serviço.

Após tomar posse num cargo público provavelmente você estará “condenado” por décadas a fio a trabalhar com aquilo. Se você não estiver certo do seu prazer em desenvolver esse trabalho a tendência é que você faça a você e aos que estão ao seu redor infelizes. Não se condene a isso!

Conheça segredos para turbinar seus estudos!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente dicas surpreendentes sobre como estudar para Concurso!>

Os limites do emprego público

Pouca gente atenta para isso, em busca da tão sonhada “estabilidade”, mas preciso deixar claro que junto com esse ganho você também recebe no mesmo pacote pelo menos quatro desvantagens:

#1. Você não ficará rico

É verdade que ingressar na carreira pública vai evitar que você esteja pobre, mas já pensou que ao mesmo tempo ela lhe impede de ficar rico? Salvo alguns raros casos, nenhum cargo público lhe dá inicialmente um vencimento de mais de R$10.000 mil reais no início da sua carreira. Mesmo que dê, lembre-se que você está limitado a esse valor, sendo muito difícil aumentar significativamente essa quantia.

#2. Você será cobrado por tempo

Em todos os cargos públicos o trabalhador “vende” ao Estado o seu tempo, não os seus resultados. Fazendo muito ou fazendo pouco, você precisará estar disponível cerca de quarenta horas todas as semanas, em horários fixos, geralmente em todos os dias úteis.

#3. Talvez você se sinta não reconhecido

Como disse no tópico acima, pelas características do emprego público, que “compra” o tempo e não os resultados dos seus funcionários, a tendência é que profissionais mais dedicados se sintam desprestigiados por causa da igualdade de tratamento com quem é menos esforçado. Simplesmente porque, a partir do critério do emprego público, ambos fazem o mesmo: trabalham durante 40 horas toda semana.

#4. Você terá muitas responsabilidades

Ao se tornar um agente público suas ações são entendidas como a ação do Estado, já que você passa a ser representante dele. Diferentemente do que ocorre em empresas privadas, um funcionário público, quando erra, não prejudica apenas um cliente ou o seu patrão, mas toda a sociedade. É bom pensar nessa responsabilidade antes de decidir ingressar em sua carreira.

É isso mesmo?

É o concurso que você quer?

Algumas dicas: procure pessoas que já trabalhem na carreira que você almeja, elas podem lhe dar um retrato fiel do universo que você pretende habitar. Leia bastante sobre sua futura profissão: leis, estatutos, atribuições legais etc. Busque comunidades e páginas nas mídias sociais onde pessoas que trabalham com isso se manifestam. Sites de sindicatos e associações profissionais também são boas referências.

Depois de pensar sobre isso tudo e estudar as características do cargo você estará apto a dizer “o que você quer ser quando crescer”. Basta estudar da melhor forma possível, ciente que o que você realmente quer e deseja é a consequência dos seus esforços. Acredite: isso é fundamental para tornar sua preparação mais prazerosa.

O que aprendemos neste artigo

Neste texto mostramos a importância de estar certo sobre escolher a carreira pública como destino profissional. Pontuamos todos os desafios inerentes a essa escolha, e relacionamos essa decisão à sua capacidade de se motivar na preparação para o Concurso.

Gostaria muito que você deixasse seu comentário dizendo o que achou do artigo, falando sobre sua experiência em relação a essa decisão.

Até a próxima!

😉

  • GSC

    Danilo, entrei em 3 concursos, para a função de medica, em 3 orgãos distintos e precisei escolher um deles. Acabei optando pelo que remunerava melhor. Vou completar 1 ano, daqui ha 2 meses e me sinto muito infeliz na empresa que escolhi. Eles desconhecem o papel do médico na empresa, os gerentes se intrometem nas decisões, ocorre uma baita pressão, já estou no segundo gerente em menos de 1 ano, pois no setor que estou ocorre uma ingerência, afinal pessoas que desconhecem a área, exercem cargos gerenciais. Decidi completar 1 ano e criar forças para continuar estudando, mas não sei se aguento continuar trabalhando lá, enquanto estudo. Não suporto imaginar que passaria minha vida indo trabalhar lá. Não posso comentar sobre isto, pois as pessoas me acham louca de pedir desligamento desta empresa, muito conhecida pelos salarios bons, mas para medico nem é tanto assim. Nao posso trabalhar todos os dias num local, pensando numa aposentadoria muito boa, mas para daqui ha 23 anos. tem alguma experiência dessa situação ou relato parecido…

    • Sabrina Cunha

      Conheço pessoas que tiveram esse mesmo problema e que seguiram estudando e passaram em outros concursos melhores e hoje estão felizes. Não desista, se tivesses condições de passar em 3 e acabasse optando por esse que acabou te deixando insatisfeito, segue estudando que certamente passarás em outro concurso. Não tenha medo de mudar e acredita na tua capacidade que tu vais conseguir com certeza! Boa sorte!