Uma técnica simples que vai facilitar a aprovação no seu Concurso!

Uma técnica simples de estudo

Toda grande obra humana exige de seu realizador o preparo psicológico e a lucidez correspondente. Grandes objetivos, como aprender um idioma novo, construir uma empresa ou passar em um concurso público não acontecem por acaso, sorte ou apenas “talento” do realizador.

Será preciso muito trabalho, tempo empregado e constância. Depois que você estabeleceu um local adequado de estudos, escolheu materiais de qualidade e abriu tempo na sua agenda, a tarefa agora é de disciplina e frequência: quanto mais tempo você manter o ritmo, mais chances terá.

No início essa tarefa diária lhe dará a sensação de monotonia, mas com o tempo seu corpo e sua mente estarão acostumados à rotina. É bom lembrar da clássica frase atribuída a Horácio:

Quem começou, tem metade da obra executada. | Horácio

O desafio para grande parte dos candidatos é começar, ou, ainda no começo, manter a constância até chegar ao ponto do hábito – quando não há mais esforço para manter a rotina de estudos, no caso de quem quer passar em um concurso público.

O monstro que impede sua dedicação

Dificuldade para passar em concurso

Em 2016 o Concurso INSS abriu 800 vagas para o cargo de técnico de nível médio. Mais de 1 milhão de pessoas se inscreveram em busca de uma vaga. A concorrência, portanto, foi de aproximadamente 1.300 candidatos por vaga.

Quando projetamos essa concorrência em nossa imaginação é como se víssemos 1.300 animais famintos brigando por um pedaço de alimento. Pensamos que não seremos o escolhido, que esse tipo de concorrência é desleal, que nem vale a pena tentar.

E muita gente nem sequer inicia por conta disso. Outros, quando sentem as dores naturais do início da preparação, acabam deixando os estudos de lado.

Quem agradece são os 800 aprovados, que não se comoveram com essa paisagem mental, e simplesmente fizeram o que precisava ser feito.

Olhe para o essencial

Essencial na preparação para concurso

Por isso precisamos reorientar o nosso olhar na preparação para o concurso público. Você precisa estabelecer objetivos pequenos, voltados para as tarefas diárias, e não para os resultados de longo prazo.

Um objetivo sugerido, por exemplo, é “aprender um tópico do conteúdo programático por dia”.

Incorporado esse objetivo à sua rotina, seu sucesso será chegar ao final do dia tendo cumprido a missão. É desejável até que você comemore e se dê um prêmio por isso.

Esqueça concorrência, esqueça quanto tempo precisará estudar no longo prazo, e foque no essencial: aprender um tópico por dia.

Obviamente, o aprendizado envolver várias técnicas – resumos, leituras, videoaulas, resoluções de questões etc. Esse aspecto depende das suas características enquanto estudante. Mas o mais importante é que todo dia você cumpra o que foi estabelecido.

Candidatos que possuem o talento da disciplina diária e ininterrupta são melhores sucedidos do que aqueles inconstantes, mesmo que estes últimos tenham melhores materiais e condições de estudo.

Estudar para concurso público é muito mais uma maratona do que uma prova de explosão e curta distância. O que conta é a sua resistência.

O que aprendemos neste artigo

Hoje vimos como a mudança de mentalidade pode melhorar o desempenho na preparação para um concurso público. A ideia central do texto é fazer com que o candidato não se desespere com a dificuldade de passar em um concurso.

Em vez disso, o foco deve estar na realização diária e cotidiana da carga de estudo, havendo, assim, objetivos de curto prazo que garantam a construção de uma preparação sólida no longo prazo.

Expresse sua gratidão pelo que acabou de ler!

O que você acha do que acabou de ler? Deixe um comentário como forma de contribuição 100% gratuita pelo conteúdo.

Dúvidas, críticas e sugestões são muito bem-vindas. Faço questão de ler cada comentário, e respondo na primeira oportunidade que aparece.

Até a próxima!

😉