5 conselhos para o candidato que estuda em cima da hora

Concurseiro atrasado

Não sei se você conhece o Princípio de Pareto, descoberto pelo economista e sociólogo Vilfredo Pareto, que desde que foi enunciado (no Século XIX) vem sendo observado em diversos setores de análise da sociedade e da política.

Pareto chegou ao seu princípio ao perceber que 20% dos proprietários de terra na Itália possuíam 80% das terras, enquanto os restantes 20% das terras pertencia ao 80% da população restante. Desde então, em várias áreas essa relação 80/20 é aplicada (agricultura, empreendedorismo, educação etc).

Na preparação para concursos públicos há uma observação onde o Princípio de Pareto torna-se bastante significativo. O que ocorre é que 80% dos candidatos a concurso público estudam em cima da hora, e esse grupo fica com 20% das vagas disponíveis. 20% dos candidatos a concurso público estudam com antecedência, e esse grupo de candidatos fica com 80% das vagas disponíveis.

Ou seja, quem estuda com mais antecedência tem muito mais chances de ser aprovado, em comparação com aqueles que não se antecipam. Mas a pergunta que fazemos aqui é a seguinte: o que fazer se, por algum motivo, a antecipação não ocorreu, e você precisa estudar “em cima da hora”? Como agir para garantir a aprovação entre esses 20% de vagas que geralmente ficam com os candidatos que não se anteciparam?

Neste artigo vou lhe dar conselhos imprescindíveis para conseguir um bom desempenho, mesmo que não venha estudando há muito tempo para o seu concurso. Vamos lá!

Aprenda a respirar

Concurseira respirando

Para muitas pessoas, a imagem que ilustra um concurseiro que estuda em cima da hora é alguém correndo agoniado, olhando nervoso para o relógio. Para mim, o concurseiro que tem pouco tempo para estudar antes da prova deve ter a imagem acima: alguém que está prestes a passar por um desafio mas que, apesar disso, mantém a calma para agir da melhor forma possível.

Uma técnica indispensável para o concurseiro que sente a pressão da proximidade da prova é aprender a respirar fundo enquanto reflete sobre a melhor forma de agir frente a algum desafio nos estudos. Embora seja um ato simples, respirar fundo pode lhe conceder os seguintes benefícios:

  • Diminuição do ritmo cardíaco e da pressão arterial;
  • Relaxamento dos músculos;
  • Diminuição da ansiedade e aumento da tranquilidade;
  • Melhora na qualidade da digestão;
  • Elevação da qualidade do sono.

Você deve aprender a ficar centrado. Embora a consciência do tempo perdido possa ser uma grande inimiga, ela deve ser usada como uma aliada, lhe dando mais força e disposição para recuperar o que ficou para trás. O desespero começou a aparecer? Respire, e siga com foco, compensando o atraso.

Sua ansiedade não importa

Concurseiro ansioso

Sou um entusiasta da mensagem contida na oração dos alcoólicos anônimos, que diz o seguinte:

“Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar, coragem para modificar aquelas que podemos, e sabedoria para distinguir umas das outras.” – Lema dos Alcoólicos Anônimos

Se você é um concurseiro sábio, terá a serenidade para aceitar que uma parte do tempo que você poderia usar para estudar já se foi, e que agora só lhe cabe agir racionalmente para reduzir o prejuízo. Não adianta dar vazão à ansiedade, “chorando pelo leite derramado”.

Apenas tenha a disposição para fazer aquilo que precisa ser feito.

Seja técnico

Concurseiro Técnico

Em qualquer área de atuação, a diferença do amador para o profissional é a utilização de técnicas. As técnicas nada mais são que práticas consagradas de alcançar resultados com menos tempo, risco e esforço.

Um concurseiro com limitações de tempo deve buscar utilizar técnicas que compensem seu atraso, trazendo qualidade aos estudos. Aqui no Segredos de Concurso já indiquei várias delas, que você pode testar e verificar a adequação com o seu perfil.

Leia nossa coletânea de artigos sobre ganhar tempo e aprenda várias técnicas sensacionais.

Alcance o meio termo

O equilíbrio do concurseiro

Não se exija a aprovação custe o que custar. Caso você não seja aprovado, a frustração pode fazer com que desista de uma vez por todas de estudar. Ao mesmo tempo, não abra mão de ter um grande desempenho na prova.

Lembre-se que, mesmo sem ser aprovado de primeira, a intensificação dos estudos irá lhe tornar mais preparado tanto para um próximo concurso do mesmo cargo quanto para qualquer outro concurso que você deseja fazer. A consciência de que uma derrota não vai lhe abalar é muito importante, assim como o entendimento de que estudar, por si só, já é uma vitória.

Defina prioridades

Prioridade para concurso

Se você já jogou xadrez deve saber que algumas peças no tabuleiro são mais importantes que as outras. Um peão perdido é menos prejuízo que um bispo, um bispo é menos valioso que uma rainha e assim por diante. Por isso, a estratégia de jogo deve sempre considerar a defesa das peças mais valiosas.

Nos seus estudos para concurso público a mesma lógica deve ser aplicada: existem assuntos da prova que são mais “valiosos” que os demais, e por isso devem ser priorizados na sua preparação – principalmente quando há pouco tempo até a prova do concurso.

Quais assuntos são esses? Para você entender melhor o que estou falando, peço um pouco de paciência, pois estou terminando de desenvolver um método com técnicas bem simples e objetivas para lhe ensinar quais assuntos devem ter prioridade na sua preparação.

Em breve publicarei o método aqui no Segredos de Concurso, tornando mais fácil você alcançar uma das vagas entre os aprovados, mesmo estudando com pouca antecedência. Cadastre-se abaixo para saber com prioridade:

[Conheça aqui o Método Concurseiro Turbo e aprenda a estudar de maneira inteligente pouco antes da prova acontecer!]

Conheça segredos para turbinar seus estudos!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente dicas surpreendentes sobre como estudar para Concurso!>

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente <strong>SEGURO</strong> conosco!

O que aprendemos neste artigo

Hoje dei alguns conselhos para o concurseiro que não se preparou com antecedência e quer ter chances reais de aprovação. Vimos a importância da respiração, do controle da ansiedade, da utilização de técnicas, do equilíbrio e da priorização daquilo que realmente vale a pena.

Agora preciso de você!

Agora que concluímos este artigo, preciso que você deixe seu comentário falando o que achou das minhas dicas, e dando outras dicas para os demais leitores. Certamente você utiliza técnicas e práticas que são úteis para outras pessoas.

Para mim é muito importante ter um retorno. Leio todos os comentários e respondo na primeira oportunidade possível.

Até a próxima!

😉