Como controlar a ansiedade no estudo para Concurso Público

Como lidar com a ansiedade

O edital do meu concurso público ainda não saiu. Quando será que vai sair? Qual será a banca organizadora?

O edital foi publicado! De quanto será a concorrência? Será que meus concorrentes estão estudando mais que eu?

Nossa… A prova do concurso está perto de ocorrer. Será que vai ser difícil? Estudei o suficiente?

Fiz a prova do concurso mas não sei se me dei bem. Quando vai sair o gabarito? E o resultado? Será que vou passar?

***

Todas essas são situações, sensações e questionamentos muito comuns para que está vivendo o “mundo” dos concursos públicos. Se você já fez ou pretende fazer uma prova de concurso, sabe muito bem como todos esses pensamentos passam pela cabeça de um candidato.

Essas são expectativas bastante comuns, mas é bom ficar atento(a) ao nível de influência desse tipo de sensação no seu corpo e mente. A depender da forma como essas aflições forem conduzidas, é possível ingressar num quadro de ansiedade patológica.

De acordo com especialistas, “devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que tornar-se patológico, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal). A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações”.

Neste artigo vamos tratar do que é chamado, de maneira geral, de ansiedade, sem (obviamente) arriscar qualquer aprofundamento médico. Nesse caso, especialistas devem ser procurados.

Os sintomas da ansiedade

Ansiedade em concurso público

Veja alguns sintomas comuns em pessoas que estão passando por ansiedade:

  • Preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar)
  • Sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer
  • Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho
  • Medo extremo de algum objeto ou situação em particular
  • Medo exagerado de ser humilhado publicamente
  • Falta de controle sobre pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem independentemente da vontade
  • Pavor depois de uma situação muito difícil.

Perceba que cada um desses sintomas é muito relativo, e depende muito do que classificamos como “exagerado”. Certamente a melhor forma de aferir isso está em você mesmo, observando com sinceridade suas sensações e emoções.

Qual o tamanho do medo que você sente de perder no concurso? Você não consegue estudar pensando na prova, no gabarito ou no edital? Você fica tenso(a) imaginando a reação das pessoas caso saibam que você perdeu no concurso?

DICA PRÁTICA: sente em silêncio e comece a anotar em uma folha branca o que lhe deixa ansioso(a).

Alguns conselhos para diminuir a ansiedade

Como diminuir a ansiedade

Como dito, ter a capacidade de se observar é fundamental para reduzir sua ansiedade. Algumas vezes, ser ansioso é o grande motivo de você não conseguir aprender, não se concentrar e não memorizar os assuntos que estuda.

Aqui vão alguns conselhos para iniciar a amenização da sua ansiedade:

  • O concurso não é um bicho papão! O concurso é algo muito importante para a sua vida, mas ela não começou nem vai acabar por causa dele.
  • Lembre-se: “o que tem de ser, será”. Seja a aprovação ou a reprovação o que lhe aguarda, você vai saber lidar com as duas situações da melhor maneira possível. Você não é capaz de antecipar o futuro!
  • Geralmente nossa ansiedade aflora em determinadas circunstâncias e contextos. Se observe bem e busque evitar esses cenários.

Com autoconhecimento e cuidado paciente consigo mesmo, você consegue manter sua estabilidade interna e estudar com calma para passar no seu concurso.

Dicas práticas para reduzir a ansiedade

Como combater a ansiedade

Agora vamos a algumas dicas práticas que podem ter efeitos transformadores para lhe tornar uma pessoa menos ansiosa:

  • Pratique meditação
  • Pratique artes marciais ou yoga
  • Pratique esportes diversos
  • Cultive sua espiritualidade
  • Tenha uma alimentação saudável
  • Tenha relações saudáveis com outras pessoas
  • Converse com alguém sobre o que sente
  • Se for necessário, procure apoio terapêutico especializado.

De todos esses itens, a meditação é algo que pratico regularmente e afirmo com convicção que é algo revolucionário!

Dois conselhos do Dalai Lama

Conselhos do Dalai Lama sobre ansiedade

Gosto muito da alegria e das mensagens de paz do líder budista Dalai Lama. Ele dá dois conselhos muito pertinentes para reduzir a ansiedade:

  1. Combate enérgico à preocupação e alimentação crônica dos pensamentos negativos, através de um pensamento neutralizador: “Se o problema tiver uma solução, não há necessidade de preocupação. Se ele não tiver solução, também não faz sentido nos preocuparmos”.
  2. Motivação correta, com determinação, generosidade, sem prejudicar a ninguém, pode ajudar a reduzir a ansiedade em nossa vida diária.

Praticar o bem e reduzir as preocupações é uma boa forma de tornar-se menos ansioso. Pense nisso!

O que aprendemos neste artigo

Dessa vez trouxemos algumas dicas básicas para reduzir a tensão pré-concurso e a ansiedade que muitos de nós sentimos durante a preparação para um concurso público.

Vimos como a ansiedade pode ser prejudicial e de que modo podemos amenizá-la, sempre atentos à possibilidade de buscar apoio especializado, se for o caso.

Agora preciso de você!

Gostaria muito de contar com um comentário seu logo abaixo, para que eu possa saber o que achou deste artigo. Para mim é fundamental ouvir o que você pensa do nosso conteúdo.

Se possível, fale de sua experiência com sensações aflitivas na preparação para o seu concurso.

Faço questão de ler cada comentário e respondo na primeira oportunidade possível.

  • Natalia

    ansiedade me mata, de tempos em tempos ela vem tão forte que simplesmente paro de estudar, pois ela me trava. Ela não me deixa acreditar que é possivel e ainda me deixa 25 quilos maior do que deveria =(

    • Que depoimento, Natalia. Talvez seja interessante você buscar ajuda especializada. Abraço!